Associação Nacional de Jovens Empresários dá Prémio Carreira a Luís Portela

A Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) vai atribuir o Prémio Carreira 2017 ao chairman da Bial, Luís Portela, "pela sua excecional capacidade para tornar a Bial um grupo farmacêutico de referência na Europa".

Em comunicado, o presidente da ANJE, Adelino Costa Matos, justificou a atribuição da distinção a Luís Portela "pela sua excecional capacidade para tornar a Bial um grupo farmacêutico de referência na Europa, graças sobretudo à intensidade de inovação que coloca no desenvolvimento dos produtos".

"É um empresário com grande visão, um gestor sagaz e um homem discreto, ponderado e culto que logrou transformar uma empresa familiar num grupo farmacêutico internacional. A partir do legado do seu avô e do seu pai, Luís Portela deu um forte impulso ao crescimento da Bial, apostando na investigação, desenvolvimento e inovação. Procurou também, e com inegável sucesso, internacionalizar a Bial e, hoje, os seus medicamentos são comercializados em mais de 55 países, inclusive nos EUA", salientou.

Adelino Costa Matos frisou ainda que Luís Portela é "um exemplo" para as novas gerações de empreendedores e uma "referência empresarial" de Portugal, com um percurso notável na saúde.

O Prémio Carreira 2017, bem como o Prémio do Jovem Empreendedor, vão ser entregues numa cerimónia a decorrer na quarta-feira, às 20:00, no Palácio da Bolsa, no Porto.

Líder da Bial há 27 anos, Luís Portela é licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, tendo exercido durante três anos. Mas a morte do pai, em 1979, fê-lo assumir a presidência da Bial com apenas 27 anos e ao longo de mais de 35.

Com produtos disponíveis em 58 países, a farmacêutica sediada na Trofa tem filiais em Espanha, Itália, Reino Unido, Alemanha, Suíça, Angola, Moçambique, Costa do Marfim e Panamá. As vendas em mercados internacionais representam mais de 65% do volume de negócios da Bial.

Em 1994, Luís Portela criou, com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, a Fundação Bial, que, além de conceder bolsas de investigação científica, atribui um dos maiores prémios europeus na área da saúde -- o Prémio Bial.

A ANJE recorda que no passado foram distinguidos com o Prémio Carreira nomes como Belmiro de Azevedo, Salvador Caetano, Fernando Guedes, Ludgero Marques, Rui Nabeiro, Artur Santos Silva, Francisco Balsemão, Jardim Gonçalves, Américo Amorim, Diogo Vasconcelos (a título póstumo), António Mota, Isabel Jonet e Paulo Nunes de Almeida.

Exclusivos