Angola já pagou 60% da dívida de 180 MEuro a Cuba e pagará a restante até dezembro

Havana, 01 jul 2019 (Lusa) - Angola já pagou 60% dos 204 milhões de dólares (180 milhões de euros) da dívida a Cuba e vai assegurar o pagamento da verba em falta até dezembro, disse hoje, em Havana, fonte do Ministério das Finanças angolano.

Segundo a fonte, citada pelo Jornal de Angola, a maior parte da dívida está relacionada com serviços que especialistas cubanos prestam ou prestaram no domínio da saúde e na formação de quadros, situação que, confrontado, o chefe da diplomacia angolano sublinhou que a questão "já não é um assunto em discussão".

"A dívida angolana não é um assunto litigioso. É algo que está a ser tratado de forma normal", assegurou Manuel Augusto, que acompanha o Presidente angolano, João Lourenço, na primeira visita oficial como chefe de Estado a Cuba, iniciada hoje e que termina terça-feira.

"Não é apenas uma visita de Estado, é também uma visita especial e singular", referiu o ministro das Relações Exteriores de Angola, sublinhando que as relações entre os dois países sairão "mais reforçadas" e "vão refletir as mudanças que ocorrem nos dois países".

Angola, disse, pretende ter cadeias de produção de medicamentos essenciais e a cooperação com Cuba neste domínio pode ser fundamental.

"Há um potencial a ser explorado e que vai transportar a nossa relação com Cuba além daquilo que até ao momento tem sido tradicional", referiu.

Manuel Augusto indicou que serão assinados alguns instrumentos jurídicos para conformar os já existentes, tendo destacado os setores da Saúde, Educação e Ensino, embora seja vontade de Luanda estabelecer uma cooperação nas áreas de investigação científica e da pequena e média indústria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG