Ana Cabecinha consegue qualificação para os Mundiais

Lazaro Cardenas, México, 20 abr 2019 (Lusa) -- A marchadora portuguesa Ana Cabecinha obteve hoje no México a marca de qualificação nos 20 quilómetros marcha para os campeonatos mundiais de Atletismo, que se realizam em setembro, em Doha.

A atleta algarvia competiu em Lazaro Cardenas, no México, numa das etapas do 'Challenge' da Federação Internacional (IAAF), integrada no Campeonato Sul Americano de Marcha Atlética.

Numa prova marcada por muito calor (quando a atleta do Pechão cortou a meta, estavam 34 graus e 75% de humidade), a portuguesa foi quarta classificada, com a marca de 1:31.20 horas, ultrapassando claramente a marca de qualificação para os mundiais e ficando a escassos 20 segundos do mínimo olímpico.

A vencedora da prova foi a brasileira Erica de Sena, com a marca de 1:29.27 horas, à frente da peruana Gabriela Kimberly, segunda, (1:29.33) e da espanhola Maria Perez, terceira (1:31.15).

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.