Acidente/Madeira: Um dos feridos já está na Alemanha e mais 12 vão no sábado

Funchal, 19 abr 2019 (Lusa) - Um dos 14 turistas alemães feridos no acidente com um autocarro turístico, ocorrido na quarta-feira em Santa Cruz, na Madeira, foi transferido hoje de manhã para a Alemanha e outros 12 sê-lo-ão no sábado, anunciou fonte hospitalar.

De acordo com o médico Miguel Reis, adjunto da direção clínica do hospital do Funchal, em conferência de imprensa, "está tudo preparado" para que a transferência de 12 doentes para a Alemanha comece pelas 08:30 de sábado e termine cerca de duas horas depois.

O responsável adiantou ainda que "um dos feridos já foi hoje transferido" e um outro irá continuar internado em Portugal.

"A outra vítima, que irá permanecer no serviço de internamento do hospital Dr. Nélio Mendonça, não será transferida por razões clínicas", adiantou.

Miguel Reis salientou ainda que a responsabilidade desta operação de transferência será "partilhada entre o Serviço Regional de Saúde (SESARAM) e o Serviço Regional de Proteção Civil (SRPC), que irão disponibilizar meios materiais e recursos humanos".

Relativamente aos dois feridos portugueses, Miguel Reis disse que a situação está "a evoluir de forma estável e, para já, não há uma data prevista de alta para estes pacientes".

A presidente do Conselho de Administração do SESARAM, Tomásia Alves, adiantou que foram desativadas as linhas telefónicas portuguesas do gabinete de apoio às vítimas e familiares -- 291 705 659, 291 705 778 e 291 705 679 -, continuando a funcionar a linha criada para este efeito a partir da Alemanha (030 5000 2000).

A responsável manifestou mais uma vez "sentidas condolências pelo falecimento das 29 vítimas e pesar pelo sofrimento causado a todas as vítimas, familiares e amigos".

O embaixador da República Federal da Alemanha em Lisboa, Cristof Weil, que também esteve presente na conferência, agradeceu a solidariedade do Presidente da República e do Governo português e de todas as pessoas envolvidas, com particular destaque à equipa do Hospital Dr. Nélio Mendonça.

"Fizeram um trabalho fabuloso", declarou.

O acidente de quarta-feira, no Caniço, concelho de Santa Cruz, provocou 29 mortos. Das 28 vítimas que deram entrada no hospital na sequência do acidente, 11 já tiveram alta, uma faleceu e 16 continuam internadas.

Dos 16 feridos que estão internados, 14 são de nacionalidade alemã e dois portugueses.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.