Exclusivo Clientes do Mercado do Livramento querem novos horários e mais estacionamento

Um estudo do Instituto Politécnico, pedido pela autarquia, traça um retrato dos comerciantes e clientes do maior mercado do país, que já tem 145 anos de história. Entre as mais-valias e os pontos fracos, conclui que o futuro passa pela aposta na sustentabilidade.

O Mercado do Livramento tem 145 anos de história e, com 5000 metros quadrados de área, é apontado como o maior do país. É visto pelos seus clientes como "a principal referência de qualidade na cidade" de Setúbal, "um mimo" e é louvado pela variedade de produtos que oferece, provenientes dos mais variados locais, de acordo com um estudo a que o DN teve acesso, realizado pelo Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) a pedido do município. Este documento refere que entre os pontos fracos estão "os horários de funcionamento, as dificuldades de estacionamento, a capacidade de inovação" e considera que o futuro do mercado passa por uma aposta total na sustentabilidade.

"O Mercado do Livramento, de algum modo, é um pouco contracorrente. Nós verificamos no país uma certa desvitalização deste tipo de mercados municipais, justamente por alterações de consumo causadas pelo aparecimento das grandes superfícies, mas também do pequeno comércio de proximidade. Ora, aqui não temos tido essa realidade", explica ao DN Nuno Marques, adjunto da vereação da autarquia para os assuntos económicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG