"Vou ter que sair na porrada com um bosta desses", diz Bolsonaro sobre senador

Presidente do Brasil foi gravado a insultar Randolfe Rodrigues, autor do requerimento de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a condução do governo na pandemia. "A violência só serve aos cobardes", reagiu o visado ao DN

"Se você não participa, vem a canalhada lá do Randolfe Rodrigues para participar e vai começar a encher o saco. Daí, vou ter que sair na porrada com um bosta desses".

A frase é de Jair Bolsonaro e foi proferida durante um telefonema com um senador aliado, Jorge Kajuru (Cidadania), que gravou o presidente da República supostamente sem ele saber.

Bolsonaro falava da instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), requerida por Randolfe Rodrigues (Rede) e outros 30 senadores e autorizada por um dos 12 juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar a condução do governo no combate à pandemia. O presidente é contrário à abertura dessa CPI porque teme, diz o próprio ainda durante o telefonema, "um relatório sacana".

Na conversa, Bolsonaro tenta convencer o parlamentar aliado a alargar o âmbito da CPI para os 27 governadores estaduais e os mais de 5000 prefeitos e tentar dividir a culpa pela situação do país onde está a morrer mais gente por covid-19 no mundo, que é chamado pela imprensa internacional de celeiro de variações do vírus e onde escasseiam vacinas, depois de o governo ter recusado comprar 70 milhões de doses ainda em 2020.

Confrontado com o telefonema pelo DN, o senador visado e autor do requerimento da CPI enviou um vídeo de resposta a dizer que "a violência só serve aos cobardes". Para Randolfe Rodrigues, "a única briga com que nos devemos preocupar nesta altura é por vacina no braço e comida no prato dos brasileiros".

"As milhares de vítimas de pandemia, as milhares de famílias enlutadas, os milhões de brasileiros que estão passando fome exigem isso de nós", conclui o senador pelo estado do Amapá.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG