Ucrânia culpa Rússia pela destruição da maior igreja ortodoxa de madeira do país. Foi construída em 1912

Um dos locais mais sagrados da Ucrânia foi incendiado pelas forças russas, segundo as autoridades eclesiásticas do país. A igreja de madeira tinha sido construída em 1912.

A maior igreja ortodoxa de madeira na Ucrânia, construída em 1912, foi este sábado incendiada e destruída, a cerca de 50 quilómetros de Kramatorsk, uma das zonas com combates mais intensos entre as forças russas e ucranianas no Donbass​​​​​, segundo as autoridades eclesiásticas do país.

"Como resultado dos combates, um incêndio em grande escala deflagrou no mosteiro Santa Dormição Svyatogorsk Lavra", disseram em comunicado. "As chamas envolveram completamente a igreja principal do mosteiro".

As recentes batalhas entre a Rússia e a Ucrânia centraram-se nas regiões de Lugansk e Donetsk, depois de Moscovo não ter conseguido cercar Kiev no início da invasão.

O Ministro da Cultura ucraniano Oleksandr Tkachenko culpou as forças russas pelo incêndio, através de uma publicação nas redes sociais. A Rússia continua "a provar a sua incapacidade de fazer parte do mundo civilizado", disse na declaração, condenando o ataque.

Tkachenko informou ainda que cerca de 300 ucranianos deslocados tinham estado à procura de abrigo no local, incluindo 60 crianças.

O ministério da defesa russo afirmou numa declaração à agência noticiosa TASS que os seus militares não estavam a conduzir operações militares na região.

Também o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse hoje que a artilharia russa "destruiu" a igreja no leste da Ucrânia.

"Foi destruída pela primeira vez durante a era soviética", disse Zelensky numa publicação no Facebook. "Mais tarde, foi reconstruída. E por isso foi queimada pelo exército russo", acrescentou.

A igreja ortodoxa de madeira é vista como um dos três locais mais sagrados da Ucrânia. Antes da guerra, atraía milhares de peregrinos por ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG