Turquia condena referendos "ilegítimos" da Rússia na Ucrânia

A Turquia condenou nesta quarta-feira os planos "ilegítimos" da Rússia de realizar referendos de anexação em quatro regiões da Ucrânia controladas por Moscovo.

"Tal facto consumado ilegítimo não será reconhecido pela comunidade internacional", disse o Ministério das Relações Exteriores turco em comunicado.

A Turquia nunca reconheceu a anexação pelo Kremlin da península da Crimeia, na Ucrânia, que ocorreu nos primeiros meses de um conflito que eclodiu em 2014 e levou à invasão total da Rússia em 24 de fevereiro.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan tem usado suas relações abertas com Moscovo e Kiev para tentar estabelecer negociações diretas de trégua.

Mas a decisão da Rússia de manter os referendos de anexação e mobilizar parcialmente os reservistas sinaliza o início potencial de um capítulo ainda mais violento na guerra.

Erdogan disse aos líderes mundiais nas Nações Unidas na terça-feira que Moscovo e Kiev precisavam de ajuda para encontrar uma "saída digna" da crise.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG