Taiwan denuncia presença de navios de guerra de Pequim ao largo da ilha

Contratorpedeiros, fragatas e navios de telecomunicações do Exército Popular de Libertação (República Popular da China) foram avistados "nos últimos dias" ao largo da ilha de Lanyu

Um navio contratorpedeiro da Marinha de Guerra da República Popular da China navegou a 80 quilómetros da ilha de Lanyu, sudeste de Taiwan, noticiou esta terça-feira a agência de notícia CNA de Taipé.

Fontes militares citadas pela agência CNA acrescentam que, além dos contratorpedeiros, fragatas e navios de telecomunicações do Exército Popular de Libertação (República Popular da China) foram avistados "nos últimos dias" ao largo da ilha de Lanyu pertencente a Taiwan.

A ilha situa-se a 88 quilómetros da cidade de Hualien, na costa leste de Taiwan (República Popular da China).

O Ministério de Defesa de Taipé explicou que utilizou "métodos conjuntos do sistema de informações, vigilância e reconhecimento para registar e controlar os possíveis movimentos do inimigo (República Popular da China)".

As aproximações dos navios da Marinha de Guerra de Pequim ocorrem numa altura em que a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, se encontra na Ásia, podendo - eventualmente - deslocar-se a Taiwan.

Pequim declarou na semana passada que vai adotar "medidas contundentes" caso se venha a confirmar a deslocação de Pelosi que ainda não foi confirmada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Taiwan.

Durante um contacto telefónico estabelecido na semana passada, o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, pediu ao homólogo norte-americano, Joe Biden, para "não brincar com o fogo".

Pequim reclama a soberania da ilha e considera Taiwan "província rebelde" desde que os nacionalistas do Kuomintang liderados por Chiang Kai-shek foram derrotados pelas forças comunistas, chefiadas por Mao Tsé-Tung, durante a guerra civil no final da década de 1940.

Os nacionalistas refugiaram-se na ilha do Estreito da Formosa tendo estabelecido em Taiwan em 1949, a República da China (ROC - sigla oficial) - fundada em 1912 por Sun Yat-sen -.

No último ano, aumentaram o número de incursões de aviões de combate da República Popular da China na Zona de Identificação Aérea de Taiwan.

Por outro lado, a presença de navios de guerra dos Estados Unidos, no Estreito da Formosa, também tem sido reiteradamente condenada por Pequim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG