Rússia diz que eliminou 150 soldados e equipamento militar em Kharkiv

O chefe da Administração Militar da região de Kharkiv responde garantindo que foi atacada uma das instituições educacionais no distrito de Saltivskyi.

A Rússia declarou esta terça-feira que matou 150 soldados e destruiu 12 unidades de equipamento militar das Forças Armadas ucranianas num ataque com armas de alta precisão à cidade de Kharkiv, no leste da Ucrânia.

O porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, afirmou que foram eliminados tropas e equipamentos militares da 93ª Brigada Mecanizada do Exército ucraniano.

Konashenkov também sublinhou que as Forças Aeroespaciais Russas destruíram quatro armazéns com munições e mísseis, bem como artilharia na região de Kharkiv.

O chefe da Administração Militar da região de Kharkiv, Oleg Synegubov, disse esta terça-feira de manhã, no serviço de mensagem Telegram, que uma das instituições educacionais no distrito de Saltivskyi, na cidade de Kharkiv, foi atacada com mísseis. Synegubov afirmou que o prédio ficou parcialmente destruído, mas que ninguém ficou ferido.

Oleg Synegubov acrescentou que, nas últimas 24 horas, os russos bombardearam áreas povoadas em Kharkiv, Cuguev, Bogodukhov e Izium com artilharia e armas antiaéreas.

De acordo com o Estado-Maior General ucraniano, disse Synegubov, combates ferozes estão a ocorrer na linha da frente. Na direção de Kharkiv, as tropas russas estão a tentar repelir o exército ucraniano.

Na área de Izium, os russos bombardearam posições ucranianas e tentaram lançar uma ofensiva na direção da vila de Dolina, na região vizinha de Donetsk, de acordo com Synegubov.

A Rússia também afirmou que destruiu esta terça um local temporário para abrigar mercenários na área da cidade de Mymany, na região de Mykolaiv. O porta-voz militar russo declarou que atacaram este local com armas de alta precisão.

A aviação do Exército russo também terá atingido uma estação de radar do sistema de mísseis antiaéreos S-300 em Shyrokolanivka, na mesma região.

De acordo com as informações recolhidas junto das administrações militares-civis da Ucrânia, os russos dispararam mísseis contra Mykolaiv na manhã de hoje.

A chefe do conselho regional de Mykolaiv, Anna Zamziieva, disse no Telegram que a Rússia disparou mísseis contra dois distritos da cidade e contra a localidade de Bashtanka.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia, que já matou perto de 5.000 civis, segundo dados da ONU, que sublinha que os números reais podem ser muito superiores. A guerra obrigou ainda à fuga para o estrangeiro de mais de 7,2 milhões de pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG