Registada primeira morte por Monkeypox em Espanha

Idade e perfil do doente não foi revelado.

Foi registada esta sexta-feira a primeira morte em Espanha devido a uma infeção por monkeypox, noticia o jornal El País. A idade do doente não foi revelada.

Também esta sexta-feira o Brasil reportou a primeira morte pelo vírus. Neste caso, sabe-se que a vítima era um homem imunossuprimido, com 40 anos.

Segundo o último balanço feito pelas autoridades de saúde espanholas, há, esta sexta-feira, um total de 4.298 casos de infeção. De acordo com a Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica (RENAVE), há 120 doentes hospitalizados.

O Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias espanhol divulgou esta sexta-feira os dados mais recentes sobre pessoas infetadas com Monkeypox em Espanha, especificando que, do total de casos confirmados, mais de 4.000 eram homens e apenas 64 mulheres, a idade varia entre 10 meses e 88 anos, sendo a média de 37 anos.

De acordo com os dados, 3.458 são homens que fazem sexo com outros homens (dos 4.148 pacientes para os quais esse tipo de informação está disponível).

Também estão disponíveis informações sobre o mecanismo de transmissão mais provável em 2.253 casos, sendo 82,1% por contacto próximo no contexto de uma relação sexual e 10,5% por contacto não sexual próximo.

Em relação ao aparecimento de eventos de massa, dos 3.137 casos com informação sobre essa variável, 560 compareceram nalgum evento em datas anteriores ao início dos sintomas.

Os casos notificados provêm de 17 Comunidades Autónomas: Madrid (1.656), Catalunha (1.406 - 1.256 casos estão incluídos na plataforma de notificação SiViES), Andaluzia (498), Comunidade Valenciana (213), Ilhas Canárias (102), País Basco (98), Ilhas Baleares (89), Aragão (45) e Galiza (37).

Seguem-se as Asturias (36), Castilla y León (31), Castilla-La Mancha (23), Extremadura (20), Murcia (19), Cantabria (15), Navarra (8) e La Rioja (2).

Hoje, também foi confirmada pelas autoridades brasileiras a primeira morte por Monkeypox no país, onde já foram identificados pouco mais de mil casos de infeção.

Segundo o Ministério da Saúde brasileiro, a vítima era um homem que tinha imunidade baixa e morava na cidade de Uberlândia, no estado de Minas Gerais, onde, segundo dados oficiais, foram registados 44 dos 1.066 casos da doença confirmados até o momento no país.

Mais de 18.000 casos de Monkeypox foram detetados em todo o mundo desde o início de maio passado, fora das áreas endémicas de África.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG