Exclusivo Pequim estende ambição naval ao Golfo da Guiné

Segundo os Estados Unidos, o regime comunista prepara-se para fixar uma base naval na Guiné Equatorial, país da CPLP.

A informação surgiu no Wall Street Journal. Segundo documentos classificados dos serviços secretos dos Estados Unidos, a China pretende criar a primeira base militar no Oceano Atlântico na Guiné Equatorial, controverso membro da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. O vice-presidente e filho do autocrata Teodoro Obiang, Teodoro Nguema, disse que não há acordo "por enquanto", enquanto o regime chinês desmentiu o projeto.

Os Estados Unidos mostram-se preocupados ante o cenário de a China, país que conta com largos anos de investimentos no continente africano, estabelecer a sua segunda base fora do território, depois do Djibuti, em 2017. Ao que as fontes do Journal dizem, as primeiras informações de que Pequim estava a sondar o regime controlado pela família Obiang remontam a 2019 e então um enviado da administração Trump visitou o país, "mas a abordagem aparentemente deixou os Obiangs incertos sobre a seriedade com que os EUA levaram as aspirações militares da China".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG