NATO pede inspeção urgente da central nuclear de Zaporizhzhia

A maior central nuclear da Europa foi tomada pelas tropas russas pouco depois do início da invasão da Ucrânia.

A NATO considera "urgente" que o órgão de controlo nuclear da ONU realize uma inspeção da central nuclear ucraniana de Zaporizhzhia, que se encontra sob controlo militar da Rússia, afirmou esta quarta-feira o secretário-geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg.

"É urgente autorizar uma inspeção por parte da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e garantir a retirada de todas as forças russas" do local, declarou Stoltenberg numa conferência de imprensa em Bruxelas.

A ocupação russa da central de Zaporizhzhia (no sul da Ucrânia) "representa uma ameaça séria para as instalações" e "aumenta o risco de um acidente ou ou um incidente nuclear", alertou.

A central nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Europa, foi tomada pelas tropas russas pouco depois do início da invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro.

Desde o final de julho, a região é alvo de bombardeamentos, que Moscovo e Kiev se atribuem mutuamente. A Ucrânia também acusa a Rússia de usar a central como base para realizar ataques sobre áreas controladas por Kiev e como arsenal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG