Mais de 33 milhões de brasileiros passam fome, segundo pesquisa

Número equivale a 15,2% da população do Brasil, dobra registo de 2020 e faz o país regressar a patamares da década de 90

Uma pesquisa divulgada esta quarta-feira, 8 de junho, revela que cerca de 33 milhões de pessoas passam fome no Brasil. O número é quase o dobro do registado em 2020 e indica que o país regrediu a um patamar da década de 90.

De acordo com o Segundo Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, feito pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), 41,3% dos domicílios consultados estão em situação de segurança alimentar, enquanto em 28% há incerteza quanto ao acesso aos alimentos e à qualidade da alimentação, considerada insegurança alimentar leve.

"Já não fazem mais parte da realidade brasileira aquelas políticas públicas de combate à pobreza e à miséria que, entre 2004 e 2013, reduziram a fome a apenas 4,2% dos lares brasileiros [tirando o País do mapa da fome mundial]", disse Renato Maluf, coordenador da Rede Penssan.

A restrição quantitativa aos alimentos foi registada em 30,7% dos domicílios, sendo que em 15,5% deles as pessoas convivem com a fome, classificada como insegurança alimentar grave. Em termos populacionais, de acordo com o levantamento, são 125,2 milhões de brasileiros em domicílios com insegurança alimentar e mais de 33 milhões na forma mais grave.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG