"Incêndio criminoso" na catedral sul-africana onde estão as cinzas de Desmond Tutu

Um "incêndio criminoso" deflagrou no sábado na Catedral de St. George, na Cidade do Cabo, África do Sul, local onde estão depositadas as cinzas do herói anti-apartheid Desmond Tutu, adiantou hoje a AFP.

Segundo a agência de notícias francesa, que cita o reitor da catedral, o padre Michael Weeder, o alerta foi dado por volta das 02.00, hora local.

"O incêndio foi fogo posto", adiantou o sacerdote, citado pela Efe, numa mensagem à paróquia esta manhã.

Weeder explicou que "um pedaço de algodão foi atirado através da pequena janela gradeada perto dos degraus que conduzem à entrada principal da catedral", acrescentando que "alguém foi visto a fugir" do local.

O fogo foi rapidamente extinto pelos bombeiros e além de "vestígios de fumo (...) não são visíveis quaisquer sinais de danos".

As cinzas de Desmond Tutu, o vencedor do Prémio Nobel da Paz que morreu a 26 de dezembro de 2021, aos 90 anos, foram enterradas a 02 de janeiro na Catedral de St George's.

A catedral situa-se perto do edifício do Parlamento que foi incendiado no dia do enterro do Prémio Nobel da Paz.

Um homem suspeito de ser o incendiário no incêndio do Parlamento está detido a aguardar julgamento, depois do pedido de fiança ter sido rejeitado na sexta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG