França vai dar a terceira dose da vacina aos maiores de 65 anos

A terceira dose da vacina contra a covid-19 deverá ser administrada seis meses após a vacinação completa.

A Alta Autoridade da Saúde francesa deu o seu acordo para a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a quem tem mais de 65 anos e para as pessoas consideradas frágeis.

"Esta dose deve ser administrada após, pelo menos, seis meses da toma completa da vacina [com uma ou duas doses, dependendo do laboratório]", segundo o comunicado divulgado esta terça-feira.

Por enquanto, segundo esta agência pública, não há necessidade de uma terceira dose da vacina para toda a população.

"A administração de mais uma dose será provavelmente necessária nos próximos meses, sem que seja ainda possível pronunciarmo-nos de forma precisa, nem sobre a população alvo, nem sobre o calendário", esclareceu a Alta Autoridade da Saúde.

O ministro da Saúde, Olivier Véran, tinha indicado na segunda-feira que após a aprovação por esta entidade pública, a terceira dose da vacina contra a covid-19 estaria disponível a partir dos maiores de 65 anos.

Para as pessoas vacinadas com a vacina Janssen, que receberam apenas uma dose, a Alta Autoridade da Saúde estipulou que o reforço pode ser feito através de uma dose da vacina que recorre à tecnologia do ARN mensageiro, ou seja, da Pfizer ou da Moderna.

Desde o início da pandemia morreram em França 11 585 pessoas e foram confirmados 6 624 777 casos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG