França deve ultrapassar os 100 mil casos diários até ao final do ano, diz ministro da Saúde

Devido à disseminação da variante Ómicron, França regista um aumento no número de infeções por SARS-CoV-2. "É muito contagiosa. Nenhum país será poupado", disse o ministro da Saúde francês

O ministro da Saúde francês afirmou esta quarta-feira que o país pode chegar aos mais de 100 mil casos diários de covid-19 no final do ano. "Muito provavelmente vamos ultrapassar as 100 mil infeções por dia até o final do mês. É o que é esperado pelas modelagens", disse Olivier Véran em entrevista à BFM TV. Na terça-feira, França confirmou quase 73 mil novos casos.

Véran revelou que a variante Ómicron é responsável ​​por 20% das novas infeções em França, uma prevalência que será "provavelmente de 30 ou 35%" na região de Paris, informou.

Estima-se que esta variante seja a responsável pela maioria dos novos casos entre o Natal e o Ano Novo, acrescentou o governante numa altura em que já está disponível a vacinação para todas as crianças dos 5 aos 11 anos em França. O país já estava a inocular menores de 12 anos com risco acrescido de desenvolver doença grave

"Há uma certeza. A Ómicron é muito contagiosa, vai circular e nenhum país será poupado", disse ainda o ministro, reforçando a importância da vacinação no combate à pandemia.

Na entrevista, o ministro afirmou que quer acelerar o ritmo de vacinação, revelando que pretende permitir a dose de reforço quatro meses após a última toma.

Olivier Véran fez saber que, para já, estão descartadas restrições adicionais, ao contrário do que têm feito outros países europeus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG