Fauci diz que norte-americanos ainda podem precisar de usar máscara em 2022

Imunologista prevê "um certo grau de normalidade" no outono. EUA aproximam-se das 500 mil mortes por covid-19.

O imunologista Anthony Fauci, assessor científico do presidente Joe Biden, disse este domingo que é possível que os norte-americanos ainda precisem de usar máscaras no próximo ano, apesar de prever que os EUA devem voltar a um "certo grau de normalidade" no outono.

Quase um ano depois de a primeira morte por covid-19 ter sido registada nos EUA (a 29 de fevereiro de 2020), o país aproxima-se das 500 mil mortes, segundo a contabilidade da Universidade Johns Hopkins, já foram registadas 498 514 mortes. "É terrível, é horrível", disse Fauci.

"Não vemos nada assim há mais de 100 anos, desde a pandemia de 1918", disse Fauci, em declarações à CNN. "Isto é algo que ficará para a história. Nas próximas décadas, as pessoas continuarão a falar deste momento em que tanta gente morreu", acrescentou o também diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas.

Questionado diretamente sobre se em 2022 os norte-americanos ainda vão usar máscara, Fauci disse acreditar que isso seja possível.

"Quero que continue a descer para um número que é tão baixo que deixa de ser uma ameaça", disse Fauci na CNN, referindo-se ao número de casos a nível nacional que considera confortável para deixar de recomendar o uso de máscara.

"Se combinarmos vacinar a maior parte das pessoas no país com um nível de vírus na comunidade que é muito, muito baixo, então acredito que vamos poder dizer que, para a maioria, não vamos precisar de usar máscaras", referiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG