Europol identifica 176 pessoas em ação europeia contra crimes de ódio

A operação decorreu em 11 países e foi apoiada pelo Centro Europeu de Luta Contra o Terrorismo da Europol, liderado por França.

Autoridades policiais europeias identificaram 176 pessoas numa operação relacionada com crimes de ódio, como propagação de discursos racistas e xenófobos, apelos para a violência e incitação a crimes, anunciou esta sexta-feira a Europol.

"Por exemplo, na Áustria, as autoridades realizaram 12 buscas domiciliárias, interrogaram oito indivíduos e apreenderam aparelhos eletrónicos, telemóveis, armas e material de propaganda", lê-se num comunicado da Europol, divulgado pela Polícia Judiciária, que participou na ação europeia.

As autoridades espanholas "visaram cinco indivíduos e prenderam quatro deles por disseminarem discurso de ódio online", acrescenta o documento.

A operação decorreu em 11 países e foi apoiada pelo Centro Europeu de Luta Contra o Terrorismo da Europol, liderado por França.

A ação incluiu a componente de discurso de ódio online em casos investigados no Luxemburgo, em Portugal e em Espanha.

Foram detetados 58 conteúdos em três plataformas. "A ação coordenada teve como alvo comunidades e indivíduos que usam diferentes tipos de conteúdo, como publicações online, comentários e "memes", para "espalhar ódio e propaganda pela internet".

De acordo com a Europol, a intervenção, "que não teve como alvo organizações ou grupos específicos", pretendeu impedir que crimes de ódio, racismo e xenofobia proliferem online e offline.

A Polícia Judiciária contou com a colaboração da Linha Internet Segura, através da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG