Embarcações com migrantes a bordo resgatadas ao largo das Baleares e Canárias

Os dois grupos de 43 e 31 pessoas tinham origem magrebina.

Um total de 74 pessoas que se encontravam a bordo de duas embarcações precárias foram resgatadas hoje de manhã pelas autoridades espanholas ao largo das Canárias, disseram à Efe fontes oficiais.

Os dois grupos de 43 e 31 pessoas de origem magrebina foram conduzidos para o molhe La Cebolla, em Lanzarote.

De acordo com o organismo Salvamento Marítimo, a primeira balsa a ser detetada partiu de Tan Tan, no sul de Marrocos e foi localizada a 15 quilómetros de Lanzarote.

A bordo encontravam-se 40 homens e três mulheres, uma delas grávida.

A segunda embarcação a ser detetada nas Canárias às primeiras horas da manhã de hoje tinha a bordo 31 homens.

As autoridades espanholas resgataram também 17 pessoas de origem magrebina e que se encontravam a bordo de uma embarcação precária a sul de Figuera, perto de Maiorca, na noite de segunda-feira.

Tratou-se do terceiro regaste ocorrido nas últimas 24 horas na mesma zona e que socorreu um total de 46 pessoas nas Baleares.

A operação foi levada a cabo por efetivos da Guardia Civil e do Salvamento Marítimo.

O resgate do último grupo de migrantes ocorreu depois dos meios aéreos espanhóis terem avistado no mar a embarcação precária, disse a Delegação do Governo nas Baleares.

A terceira balsa foi localizada depois de terem sido detetadas - poucas horas antes - outras duas embarcações com 15 e 14 migrantes a bordo, a sul de Cabrera.

De acordo com a contagem da agência de notícias espanhola Efe, desde o princípio do ano foram detetadas 108 embarcações com um total de 1566 pessoas ao largo das Baleares.

Em 2021 chegaram ao arquipélago espanhol no Mediterrâneo, 164 embarcações com um total de 2402 pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG