Desmantelado "supercartel" que contralova um terço do comércio de cocaína na Europa

Foram apreendidas mais de 30 toneladas de drogas e foram detidas 49 pessoas durante as investigações realizadas em Espanha, França, Bélgica, Países Baixos e Emirados Árabes Unidos.

As autoridades policiais de seis países desmantelaram um "supercartel" de traficantes de droga que controlavam cerca de um terço do comércio de cocaína na Europa e detiveram 49 suspeitos, informou esta segunda-feira a Europol.

Em comunicado, a Europol adiantou que foram detidas 49 pessoas durante a investigação, tendo as últimas operações sido feitas na Europa e nos Emirados Árabes Unidos, entre 8 e 19 de novembro.

De acordo com o serviço europeu de polícia, as forças policiais envolvidas na "Operação Desert Light" visaram tanto o "centro de comando e controle quanto a infraestrutura logística de tráfico de drogas na Europa".

Mais de 30 toneladas de drogas foram apreendidas durante as investigações realizadas em Espanha, França, Bélgica, Países Baixos e Emirados Árabes Unidos com o apoio da Europol.

A Agência Antidrogas dos EUA também desempenhou um papel importante no desmantelamento da organização, que também estava envolvida em lavagem de dinheiro, segundo a Europol.

"A escala de importação de cocaína para a Europa sob o controle e comando dos suspeitos era enorme", de acordo com a Europol, acrescentando que estes usaram comunicações criptografadas para organizar os carregamentos de drogas.

Foi nos Países Baixos que mais detenções foram feitas, com 14 suspeitos em 2021.

A Europol adiantou ainda que seis "alvos de alto valor" foram detidos no Dubai.

Mais de 214 toneladas de cocaína foram apreendidas em 2020, um aumento de 6% em relação ao ano anterior, e especialistas do Observatório Europeu de Drogas e Toxicodependência acreditam que a quantidade pode chegar a 300 toneladas em 2022.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG