Defensor de canábis , ator porno e ex-palhaço entre os candidatos no Brasil

O candidato a deputado federal Dário do Partido e Socialismo e Liberdade publicou um vídeo na rede social Tik Tok em que aparece a dançar a favor da legalização do consumo de canábis.

Além de escolher o próximo Presidente, os brasileiros também vão eleger parlamentares em 2 de outubro, numa disputa cheia de candidatos mais fora das normas como o ativista Dário, defensor da legalização da canábis, o ator porno Kid Bengala ou o ex-palhaço Tiririca.

A uma semana da primeira volta das eleições no Brasil, o candidato a deputado federal Dário, que pretende representar eleitores de Minas Gerais, publicou um vídeo na rede social Tik Tok em que aparece a dançar a favor da legalização do consumo de canábis (maconha).

"Boi, bala e Bíblia, isto só nos envergonha, agora queremos ver é a bancada da maconha", diz o refrão da parodia em que o candidato do Partido e Socialismo e Liberdade (Psol) aparece a dançar com outras pessoas, publicado inicialmente no Tik Tok, mas que viralizou em outras plataformas e redes sociais usadas no país.

O sucesso da ação eleitoral do candidato que defende a descriminalização da maconha - no Brasil a droga é totalmente proibida - foi tão grande que o comediante, escritor e ator Gregório Duvivier divulgou um vídeo pedindo votos a ele: "maconheiros de Minas Gerais, uni-vos em torno de Dario".

Entre os 10.629 candidatos a deputado federal inscritos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem chamado atenção também o ex-ator de filmes pornográficos conhecido como Kid Bengala, que concorre pelo União Brasil a uma vaga no Congresso para representar a população do estado de São Paulo.

Nos seus vídeos de campanha, o ator garante que "não aguenta mais aquele Congresso enrugado" e que "chegou a hora de fazer o Brasil crescer."

"Resolvi inovar para colocar o 'pau' nessa bagunça. Vou entrar com tudo", afirma Kid Bengala num vídeo no seu canal TikTok, com quase dois milhões de seguidores.

Velho conhecido do público brasileiro, o deputado e ex-palhaço Tiririca tenta, pelo Partido Liberal (PL), um quarto mandato por São Paulo no Congresso.

Tiririca, que em 2010 se tornou o deputado mais votado do país, dessa vez aparece dançando em um vídeo de campanha, no qual apela ao seu eleitorado dizendo: "Vote em mim, imbecil!"

Em outubro, o Brasil vai escolher no próximo Presidente, nos governadores dos seus 27 estados, em 513 deputados federais, 27 senadores e centenas de parlamentares que integrarão as assembleias estaduais.

A eleição presidencial no Brasil tem a primeira volta marcada para 02 de outubro e a segunda, caso seja necessária, para 30.

Às presidenciais brasileiras concorrem dez candidatos: Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D'Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG