Capitã Cloroquina sugeriu tratamento precoce ao governo de Portugal

Mayra Pinheiro, secretária de Saúde de Bolsonaro, enviou e-mail a recomendar uso de medicamentos comprovadamente ineficazes no combate à doença na qualidade de "cidadã portuguesa". Ela já foi ouvida pela CPI da covid, que apura eventuais crimes do governo brasileiro na pandemia

A Secretária de Estado da saúde do governo de Jair Bolsonaro recomendou ao governo português o uso de tratamento precoce contra covid-19, método à base de cloroquina, comprovadamente ineficaz no combate a doença.

Mayra Pinheiro, conhecida no Brasil como Capitã Cloroquina, por insistir no tratamento, enviou um e-mail a uma representante do ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal no dia 25 de janeiro a sugerir a partilha da experiência no uso de cloroquina e outros remédios chamados de "kit covid".

O e-mail foi tornado público após a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura no Senado Federal do Brasil os crimes eventualmente cometidos pelo Governo Bolsonaro durante a pandemia, que já matou quase 550 mil brasileiros, solicitar a quebra de sigilo das comunicações da secretária.

"Diante das informações sobre o elevado número de casos e desfechos clínicos desfavoráveis da covid-19 em território português, e na qualidade de cidadã portuguesa e de Secretária Nacional do Ministério da Saúde, coloco-me à disposição para contribuir com compartilhamento da nossa experiência em atendimento precoce no enfrentamento à doença", escreve Mayra Pinheiro no e-mail.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG