Baldwin recebeu a arma e disseram-lhe que estava descarregada

O ator matou acidentalmente a diretora de fotografia e feriu o realizador do filme "Rust" em plenas filmagens. Registos indicam que lhe garantiram que era seguro usar a arma.

Alec Baldwin, que atingiu mortalmente a tiro a diretora de fotografia Halyna Hutchins, recebeu a arma das mãos de um assistente de realização, que lhe disse que se tratava de uma "pistola fria", expressão no cinema usada para dizer que está descarregada, segundo um documento judicial ao qual teve acesso o jornal Santa Fe Reporter.

Durante um ensaio, Baldwin disparou, ferindo Hutchins no peito e o realizador, Joel Souza, no ombro, mas este teve alta na quinta-feira após ser atendido no hospital.

O assistente de realização Dave Halls não sabia que o objeto continha munição real e indicou que foi descarregado gritando "arma fria!", segundo os registos policiais.

Baldwin, de 63 anos, foi interrogado por detetives do condado de Santa Fé. O ator garantiu estar a cooperar totalmente com a investigação policial "para explicar como ocorreu esta tragédia".

"Ele prestou as suas declarações e respondeu às perguntas. Veio de forma voluntária e deixou o edifício após o interrogatório", informou à AFP o porta-voz do xerife, Juan Rios. Ninguém foi detido ainda, nem foram apresentadas acusações, informou o gabinete do xerife. Os investigadores estão interrogar as testemunhas. As autoridades estão a fazer buscas no local do disparo. "Continuam com as investigações e os mandados de busca fazem parte disso", disse Rios.

Os mandados de busca

Segundo a imprensa local, um juiz assinou os pedidos para recolher imagens, materiais e documentos das armas e da filmagem.

O mandado de busca contém alguns detalhes relativamente ao disparo, revelando que os investigadores queriam examinar a roupa ensanguentada usada por Baldwin, assim como a arma que foi disparada, as outras armas de adereço e munições usadas na rodagem do filme 'Rust', assim como quaisquer filmagens que pudessem existir.

A arma disparada era uma de três colocadas num carrinho de adereços fora da capela de madeira onde a cena estava a ser representada, segundo os registos.

De acordo com o mandado de busca, Halls retirou a arma do carrinho e entregou-a a Baldwin sem saber que estava carregada com cartuchos verdadeiros.

Não há ainda certezas sobre quantos cartuchos foram disparados, tendo um invólucro sido retirado da arma depois do acidente pela responsável pelo armeiro no local de rodagem, Hannah Gutierrez. A arma foi depois entregue à polícia quando chegou ao local.

Protestos e incidentes nas filmagens

De acordo com o jornal Los Angeles Times, vários membros da equipa deixaram o set na quinta-feira horas antes do incidente em protesto contra as condições de trabalho, que incluíam longas jornadas. Citando fontes anónimas, o jornal noticiou que houve outros três disparos acidentais com armas cenográficas dias antes.

A equipa de filmagem teria reclamado que lhes foram prometidos quartos de hotel em Santa Fé, mas assim que as filmagens começaram, foram obrigados a conduzir 80 km de Albuquerque todas as manhãs.

A BBC obteve, entretanto, um documento mostrando quais os membros da equpa que deveriam estar no set naquele dia.

"Coração partido"

"Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna", escreveu Alec Balwin no Twitter.

"Não há palavras para expressar o meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, uma esposa, mãe e colega nossa profundamente admirada."

Hutchins, de 42 anos, era da Ucrânia e cresceu numa base militar soviética no Círculo Polar Ártico. Estudou jornalismo em Kiev e cinema em Los Angeles, e foi nomeada uma "estrela em ascensão" pela revista American Cinematographer em 2019. Foi a diretora de fotografia do filme de ação de 2020, Archenemy, dirigido por Adam Egypt Mortimer .

Esses incidentes em sets de filmagem são extremamente raros, embora as armas de fogo reais sejam frequentemente usadas em filmagens, mas são carregadas com cartuchos que criam um clarão e um estrondo sem disparar um projétil.

Em 1993, Brandon Lee - o filho de 28 anos da falecida estrela das artes marciais Bruce Lee - morreu no set após ser acidentalmente baleado com uma arma de apoio enquanto filmava uma cena de morte para o filme The Crow. A arma, por engano, tinha uma bala verdadeira carregada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG