Linda Evangelista ficou "brutalmente desfigurada" após procedimento estético

A antiga top model diz que ficou permanentemente deformada" depois de uma reação adversa a uma técnica de emagrecimento para a qual não tinha sido alertada

DN
© DR

Linda Evangelista revelou que ficou "brutalmente desfigurada" na sequência de um procedimento estético para emagrecer a que se submeteu há uns anos.

A antiga top model, agora com 56 anos, decidiu quebrar o segredo que guardava há cinco anos e explicar aos fãs a razão pela qual esteve desaparecida. Numa publicação no Instagram, explicou que essa intervenção teve os resultados opostos ao pretendido e que aumentou as células gordas em vez de as reduzir.

A modelo canadiana diz que ficou "permanentemente deformada", mesmo depois de duas "dolorosas e mal sucedidas" cirurgias de correção.

"Eu fiquei, como os media descreveram, irreconhecível", escreveu nesta publicação.

Linda Evangelista explicou que sofreu hiperplasia adiposa paradoxal, um risco do procedimento estético para o qual não terá sido alertada, e que isso a impediu de continuar a carreira como modelo. "Roubou-me o meu sustento", alegou, acrescentando que entrou numa espiral de depressão, tristeza e aversão a si própria. "Nesse processo, tornei-me uma prisioneira", escreveu.

Linda Evangelista avançou para tribunal e com isso espera livrar-se da própria vergonha. "Estou tão cansada de viver assim", continuou ela. "Gostaria de sair pela porta com a cabeça erguida, apesar de já não parecer eu mesma", rematou.

O procedimento não cirúrgico realizado pela antiga modelo - criolipose - tem crescido em popularidade nos últimos anos. Trata-se de uma técnica não cirúrgica que congela as células de gordura para que estas se rompam e sejam eliminadas naturalmente.