Incidência e mortes na Alemanha voltam a subir após dias em queda

A incidência do novo coronavírus na Alemanha situa-se este sábado em 442,7 novas infeções por cada 100.000 habitantes em sete dias, subindo face a sexta-feira, e o número de mortos devido à doença aumentou para 378.

Lusa
Os casos de covid-19 voltaram a subir na Alemanha© Yann Schreiber / AFP

Segundo os dados do Instituto Robert Koch (RKI), atualizados esta madrugada, os números de hoje comparam com os 438,2 de sexta-feira, depois do pico de 452,4 na segunda-feira, mas a incidência é inferior à de 444,3 registada há uma semana.

O número de mortes aumentou, situando-se em 378 casos nas últimas 24 horas, o que representa una subida de 25% face aos 303 óbitos registados há uma semana.

A Alemanha registou 64.510 novas infeções nas últimas 24 horas, número inferior aos 67.125 registados há uma semana.

À agência Efe especialistas ressalvaram que os dados recolhidos na última semana devem ser tratados com cautela, já que em várias regiões tanto os postos de saúde quanto os hospitais não estão a conseguir transmitir atempadamente os dados.

A covid-19 provocou pelo menos 5.233.111 mortes em todo o mundo, entre mais de 263,61 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.492 pessoas e foram contabilizados 1.157.352 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como "preocupante" pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em cerca de 30 países de todos os continentes, incluindo Portugal.