"A Malta da Rua dos Plátanos" com o DN para celebrar Abril

Livro de António Garcia Barreto nas bancas a partir de 4 de abril por mais 8 euros na compra do Diário de Notícias. Uma memória do quotidiano português antes da Revolução de 25 de Abril de 1974.

"O retrato de uma geração que conheceu muitas dificuldades, como a guerra colonial ou a emigração às vezes a salto, mas que acabou por ver concretizado o sonho de haver democracia em Portugal" - é assim que o escritor António Garcia Barreto apresenta o seu romance, A Malta da Rua dos Plátanos, que, a partir de 4 de abril poderá adquirir, na sua banca habitual, com o DN, por mais oito euros.

Publicado originalmente em 1981, este livro devolve-nos a memória do quotidiano português anterior ao 25 de abril de 1974, tal como foi vivido pelos filhos dos operários entre os finais da década de 40 e os anos 60. Na rua dos Plátanos (que era, afinal, Cristóvão Falcão, "mas só o carteiro se lhe referia por esse nome"), idêntica a tantas outras em todo o país, em que a alegria da brincadeira ia sendo contaminada pelas sombras da pobreza, da guerra e da repressão política.

Nascido na Amadora em 1948, António Garcia Barreto é autor de uma vasta obra literária para crianças e adultos, em que se destacam os romances Ensina-me a Namorar; À Sombra das Acácias Vermelhas, A Mulher da Minha Vida, Um Sorriso para a Eternidade e O Homem do Buick Azul. A Malta da Rua dos Plátanos foi revisto e reeditado em 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG