Tribunal adia segunda volta para 16 de novembro

O Tribunal Supremo das Maldivas adiou esta madrugada a segunda volta das eleições presidenciais depois de uma clara vitória do ex-presidente deposto Mohamed Nashid na primeira volta realizada sábado, revelou a imprensa local.

O Tribunal marcou a segunda volta das presidenciais para 16 de novembro, a alternativa prevista no caso do ato eleitoral não fosse viável hoje como pretendia a Comissão Eleitoral que justificava a decisão com o último dia do mandato constitucional do presidente cessante Mohmamed Wahid.

Para justificar a decisão, o tribunal alegou que a população não poderia exercer plenamente o seu direito de voto.

A decisão foi tomada durante a madrugada de hoje no país (final do dia de sábado em Lisboa).

No ato eleitoral de sábado venceu o ex-presidente Nashid, líder do Partido Democrático das Maldivas, que recolheu 46% dos votos.

Nashid superou amplamente o seu adversário Abdulá Yamín, do Partido Progressista e irmão do ex-ditador Maumun Abdul Gayum, que recolheu 30% dos votos e de Gasim Ibrahim, do Partido da Justiça, que obteve 23% dos votos.

A segunda volta será disputada por Nashid e Yamín, os mesmos candidatos que obtiveram mais votos na primeira volta de 07 de setembro, votação anulada por alegadas irregularidades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG