Sobe para 10 o número de mortos em incêndio no ferry

A Itália elevou para 10 o número de mortes confirmadas no incêndio ocorrido no ferry e tenta agora localizar mais de 40 pessoas que se pensava estarem a bordo, de acordo com as listas de passageiros e tripulação.

Além de recuperar 10 cadáveres, a marinha italiana resgatou com vida 427 pessoas do ferry 'Norman Atlantic'.

Somados os mortos e os sobreviventes, obtém-se um total de 435 pessoas, o que dá uma diferença de 43 pessoas quando comparado com o total de 478 passageiros e tripulantes anunciado pelas autoridades gregas no domingo, depois de o incêndio ter deflagrado e ter deixado o ferry à deriva ao largo da Albânia.

Mas o ministro dos Transportes italiano, Maurizio Lupi, disse que não é claro se a lista de passageiros divulgada pelas autoridades gregas é precisa em relação ao número de pessoas a bordo, tendo em conta que a embarcação fez uma escala numa ilha grega antes do acidente, no domingo de manhã.

"Há uma lista de embarque na qual se encontram os nomes dos 427 passageiros e 56 tripulantes", disse Lupi.

"Cabe ao porto de embarque comparar a sua lista com a das pessoas [salvas]. É por isso que estamos a prolongar as nossas operações de busca: não conseguimos saber qual era o número exato", explicou.

O comandante da marinha italiana, almirante Giuseppe De Giorgi, anunciou que aviões militares continuam a sobrevoar a área em torno do ferry, à procura de cadáveres.

Nenhuma das declarações feitas por sobreviventes ao acidente deu, até agora, qualquer indicação de que um número tão elevado como 40 pessoas tenha perdido a vida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG