Senegal livre do ébola, após um único caso

A Organização Mundial de Saúde declarou hoje que o Senegal está oficialmente livre da epidemia do vírus, uma vez que já se passaram 42 dias desde o último... e único caso.

O organismo salienta que o país continua vulnerável ao ébola, mas declarou-o oficialmente livre do vírus.

Há 42 dias (o dobro do período de incubação, que é de 21 dias) que não há nenhum caso no Senegal. O último (e único) foi confirmado a 29 de agosto e dizia respeito a um jovem guineense que viajara de carro para Dakar e que já recuperou. As 74 pessoas com quem contactara também não manifestaram sintomas.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o governo do Senegal reagiu rapidamente para travar a propagação da epidemia, isolando este doente, vigiando as pessoas com quem contactara e lançando uma vasta campanha de informação sobre a doença.

A 5 de setembro, os testes demonstraram que o jovem guineense já não estava infetado com ébola. Apesar disso, o Senegal manteve durante 42 dias o estado de alerta. Não se tendo registado mais casos, a Organização Mundial de Saúde declarou o país livre do vírus. Mesmo assim, continua vulnerável, dada a proximidade com os países mais afetados pelo surto

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG