Secretário-geral da ONU saúda vitória de moderado

O secretário-geral da ONU "saudou calorosamente" o Presidente eleito iraniano Hassan Rouhani e encorajou o Irão "a desempenhar um papel construtivo nos assuntos regionais e internacionais", indicou, no sábado, o porta-voz de Ban Ki-moon.

Apoiado pelas fações moderada e reformista, Rouhani, que irá suceder a Mahmud Ahmadinejad, venceu a primeira volta das eleições residenciais iranianas, realizada na sexta-feira, com 18,6 milhões de votos (50,68%), segundo os resultados definitivos do escrutínio.

Ban Ki-moon "pretende continuar a trabalhar com as autoridades iranianas e com o Presidente eleito sobre os dossiês importantes para a comunidade internacional e para o bem-estar do povo iraniano", referiu o porta-voz Martin Nesirky.

O secretário-geral das Nações Unidas "congratulou-se com a elevada taxa de participação" no escrutínio, acrescentou Nesirky.

A comunidade internacional suspeita da natureza do programa nuclear iraniano, afirmando que Teerão tem ambições bélicas e pretende adquirir armas atómicas.

O regime iraniano, que é alvo de sanções por parte da ONU e da União Europeia, sempre recusou tais acusações, salientando o caráter civil e pacífico do programa.

Durante a campanha eleitoral, Hassan Rouhani prometeu mais flexibilidade no diálogo com o Ocidente, mas a sua vitória não irá representar uma rutura com a atual política da República islâmica em matérias como o nuclear ou as relações internacionais, que continuam sob a autoridade direta do guia supremo Ali Khamenei.

No sábado à noite, o Presidente eleito iraniano saudou "a vitória da moderação sobre o extremismo", mas insistiu que a comunidade internacional deve "reconhecer os direitos" do Irão no âmbito nuclear.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG