Reveladas 'online' novas informações sobre NSA e 'drones'

A nova página na Internet de Glenn Greenwald, jornalista que publicou as revelações de Edward Snowden, e Pierre Omidyar, fundador do eBay, foi colocada hoje 'online' com um artigo sobre o papel da NSA nos ataques com 'drones'.

Com o nome "The Intercept", o 'site' é o resultado da associação entre o milionário americano de ascendência iraniana e do ex-jornalista de investigação do britânico The Guardian, que divulgou a maioria das informações sobre o sistema de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos.

No seu primeiro artigo para o 'site', Greenwald escreve que a NSA utiliza a geolocalização de telemóveis, através do cartão SIM, para determinar a posição das pessoas que são depois alvo de um ataque com um avião não-tripulado ('drone').

Segundo o artigo, que cita documentos fornecidos pelo ex-analista da NSA Edward Snowden e por um antigo operador de 'drones', este método é o mais usado para ataques no Paquistão, Afeganistão e Iémen.

A unidade da NSA em causa, designada GeoCell, permite desta forma ataques em que o alvo não foi formalmente identificado, mas é visado porque utiliza no telemóvel o cartão SIM que foi localizado.

"Podiam ser terroristas ou podiam ser familiares que nada tinham a ver com as atividades do alvo", afirma o antigo operador de 'drones', citado no artigo sob condição de anonimato.

Segundo o texto, coassinado por Laura Poitras e Jeremy Scahill, os talibãs afegãos desconfiam cada vez mais dos seus telemóveis, tendo passado a trocar frequentemente de cartão SIM para evitar serem localizados.

Greenwald anunciou em outubro que abandonava o The Guardian para integrar um novo projeto editorial, financiado por Omidyar. Este indicou na altura que planeava investir 250 milhões de dólares (cerca de 180 milhões de euros) no projeto, 50 milhões dos quais no lançamento do 'site', que visa permitir aos jornalistas "continuar a busca da verdade".

No novo 'site', o projeto define como "missão a curto prazo" fornecer uma plataforma para revelar as informações constantes dos documentos fornecidos por Snowden.

MDR // APN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG