Rand Paul promete libertar americanos do governo de Washington

Senador do Kentucky é o segundo republicano a anunciar candidatura à Casa Branca. Integra os populistas do Tea Party.

"A máquina de Washington devora a nossa liberdade e invade todos os aspetos da nossa vida. E isto tem de acabar", declarou ontem o senador Rand Paul perante uma audiência entusiástica, ao declarar a sua candidatura à Casa Branca nas presidenciais de 2016. O anúncio foi feito num comício em Louisville, no seu estado, o Kentucky, onde o republicano classificou a candidatura como "mensagem de liberdade" para "devolver o país aos americanos" e à "prosperidade".

Paul, de 52 anos, falou durante cerca de 25 minutos e, declarando--se "um outro tipo de republicano", procurou expressar-se de forma a alargar a potencial base de apoiantes para além dos setores libertário e populista, a que surge habitualmente associado. Mas acabou por ser nos "princípios da liberdade edo governo limitado" que sustentou a decisão de concorrer à Casa Branca.

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG