Putin ataca Kiev na China entre oscilações do rublo e do petróleo

Efeitos das sanções ocidentais e conjuntura adversa estão a afetar economia russa, e podem levar a uma recessão.

Vladimir Putin acusou ontem as forças ucranianas de alvejarem constantemente a área onde caiu o Boeing das linhas aéreas da Malásia, a 17 de julho, impedindo assim o desenrolar de um inquérito objetivo às condições em que o avião foi abatido. Kiev tem responsabilizado os separatistas pró-russos pelo derrube do avião, causando a morte das 298 pessoas a bordo, o que Moscovo nega.

Em resultado deste caso e do contínuo envolvimento russo no leste da Ucrânia, os Estados Unidos e a União Europeia têm vindo a aplicar sanções económicas ao regime de Moscovo. Estas, apesar da dimensão algo circunscrita, em paralelo com a queda do preço do petróleo e recentes movimentos especulativos sobre o rublo, estão a afetar negativamente a Rússia. No plano das sanções, foram ontem alargadas as restrições ao financiamento de empresas ligadas à energia e armamento no mercado da UE, estabelecidas novas interdições de venda a empresas russas de equipamento suscetível de uso militar e acrescentados novos nomes à lista de pessoas impedidas de viajar para a UE.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG