Primeiro-ministro turco diz que país não vai mandar tropas para a Síria

Turquia deu luz verde aos Estados Unidos para usarem uma base aérea próxima da Síria para bombardearem o Estado Islâmico, mas não vai enviar tropas para o terreno.

A Turquia não vai enviar tropas para o terreno na vizinha Síria, onde tem estado a bombardear as posições do autoproclamado Estado Islâmico, numa operação que pode "mudar o equilíbrio" da região, disse o primeiro-ministro Ahmet Davutoglu.

"Não vamos enviar tropas para o terreno", declarou o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, a um grupo de editores de jornais turcos, de acordo com o diário Hurriyet, vincando que não quer o grupo Estado Islâmico nas suas fronteiras.

A Turquia lançou duas "ofensivas antiterroristas" contra os 'jihadistas' e militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), atingindo as suas posições com ataques aéreos.

Segundo Davutoglu, os ataques turcos contra o Estado Islâmico e os militantes do PKK no Iraque e na Síria vão "mudar o equilíbrio" na região.

A Turquia deu luz verde aos Estados Unidos para usarem uma base aérea próxima da Síria para bombardearem o Estado Islâmico.

O acordo para o uso da base de Incirlik, no sul da Turquia, surge após meses de difíceis negociações entre representantes turcos e norte-americanos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG