Primeiro-ministro da Finlândia oferece a sua própria casa aos refugiados

Juha Sipila afirma que tem uma residência no norte do país que é pouco usada e que irá lá alojar migrantes a quem seja atribuído asilo a partir do início do próximo ano.

O primeiro-ministro finlandês, Juha Sipila, afirmou hoje, sábado, que vai oferecer a sua casa a refugiados.

Sipila afirmou que a habitação que possui em Kempele, no norte da Finlândia, é atualmente pouco usada e poderá ser usada para alojar migrantes a quem seja dado asilo a partir do próximo ano, noticia a Reuters.

"Devemos todos olhar ao espelho e perguntarmo-nos como podemos ajudar", afirmou o chefe de Governo à emissora estatal YLE, a propósito da crise de refugiados na Europa.

Segundo o governante, a distribuição dos 120 mil refugiados que estão a atravessar fronteiras da Grécia, Itália e Hungria pelos vários países da União Europeia deve ser feita numa base de voluntariado, com cada país a definir a sua quota, e que a Finlândia deve dar o exemplo.

Na sexta-feira, o governo finlandês estimou em 30 mil o número de candidatos a asilo no país este ano, o dobro do antes previsto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG