Primeira-ministra australiana fala de direitos humanos na China

A chefe do Governo australiano inicia amanhã uma deslocação pela Ásia, com passagem por Tóquio, Seul e Pequim.

"É evidente que não deixarei de falar dos direitos humanos na China", afirmou Julia Gillard, citado pelo diário The Australian, quando se reunir com o Presidente e primeiro-ministro chineses, respectivamente, Hu Jintao e Wen Jiabao.

Gillard, que tem nesta viagem o seu mais importante desafio em termos diplomáticos desde que chegou ao poder em Camberra, frisou que não quer ver a "China dar passos atrás nos direitos humanos". A governante australiana estaria, porventura, a referir-se ao opositor sino-australiano Yang Hengjun, em parte incerta desde Março.

Na sua passagem por Seul e Tóquio estarão em destaque questões de cooperação económica bilateral e regional, assim como a instabilidade na península coreana.

Julia Gillard vai ser a primeira dirigente estrangeira a visitar o Japão após o sismo de 11 de Março.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG