Presos oito espanhóis que lutaram ao lado dos pró-russos na Ucrânia

Viajaram em 2014 para a Ucrânia e ontem foram detidos em Espanha. Podem ser acusados de terrorismo. Alguns são ex-militares.

Uns passaram pelas Forças Armadas espanholas, outros por empresas de segurança privada, alguns são militantes de organizações de extrema-esquerda ou encontram-se no desemprego. Todos combateram no Leste da Ucrânia, oito no total, e foram detidos ontem numa operação realizada em Madrid, Astúrias, Catalunha, Estremadura, Múrcia e Navarra. São acusados de assassínio e cumplicidade em assassínio, posse de armas e explosivos e envolvimento em ações atentatórias dos interesses de Espanha.

Com idades entre os 20 e os 30 anos, os oito detidos combateram na região do Donbass, ao lado dos separatistas pró-russos, tendo regressado recentemente a Espanha. Apenas foram divulgadas as iniciais dos nomes e e três deles, no passado, foram soldados do exército.

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG