Papa Francisco pede a novos cardeais que não se esqueçam: "Somos servos inúteis"

Na carta aberta do Papa dirigida aos 20 homens que vão ser elevados ao cardinalato, Francisco pede para que se mantenham humildes, salientando que o novo cargo não é um prémio.

O Papa Francisco escreveu uma carta aberta aos novos 20 cardeais, que vão assumir o novo cargo a 14 de fevereiro. No documento publicado no L'Osservatore Romano, Francisco salienta que ser cardeal não é um prémio e pede que repitam a expressão que Jesus sugeriu aos seus discípulos para se manterem humildes: "Digam: 'Somos servos inúteis.'"

Francisco frisa ainda que "manter a humildade no serviço não é fácil quando se considera o cardinalato como um prémio, como o culminar de uma carreira, uma dignidade de poder ou de distinção superior". Pede ainda que nos festejos "não se insinue o espírito da mundanidade que entontece mais do que a aguardente em jejum, desoriente e separa da cruz de Cristo". No entanto, considera que "é próprio do cristão alegrar-se e saber festejar".

Entre os novos cardeais está D. Manuel Clemente, o Patriarca de Lisboa. Francisco escreveu ainda. "Ser Cardeal significa incardinar-se na Diocese de Roma para dar testemunho da Ressurreição do Senhor, e dar totalmente, até ao derramamento de sangue, se necessário."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG