Papa Francisco elogia restabelecimento de relações entre EUA e Cuba

Para o Papa, a reabertura do diálogo entre Cuba e os Estados Unidos é um "fruto de paz" que demonstra que "a cultura do encontro é possível".

O Papa Francisco manifestou hoje apreço pelo fim do "silêncio recíproco" entre os Estados Unidos e Cuba, dois países que citou como exemplo das "pontes construídas" pelo diálogo.

Num discurso pronunciado na sala régia do palácio Apostólico perante membros do corpo diplomático acreditado no Vaticano, o Papa referiu-se a vários conflitos internacionais e mencionou "alguns frutos de paz", que demonstram que "a cultura do encontro é possível".

"Um exemplo que aprecio particularmente, de como o diálogo pode verdadeiramente edificar e construir pontes, é a recente decisão dos Estados Unidos e Cuba de pôr fim a um silêncio recíproco, que durou meio século, e de se aproximarem para o bem dos cidadãos", afirmou.

A 18 de dezembro, os dois países anunciaram o restabelecimento das relações diplomáticas, num processo que contou com a mediação do Vaticano entre os dois países.

Francisco manifestou otimismo em relação aos "esforços realizados para conseguir uma paz estável na Colômbia" e "as iniciativas para restabelecer a concórdia na vida política e social na Venezuela".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG