Papa faz apelo aos não-crentes e ateus na vigília pascal

O papa Francisco lançou ontem à noite, durante a vigília pascal, um apelo aos não-crentes e aos ateus que se encontram "longe de Deus" para "se interrogarem", para "darem um passo" e "aceitarem o risco".

Durante a sua homilia, comentando a ressurreição de Jesus Cristo, o papa apelou aos fiéis para "aceitarem que Jesus ressuscite nas [suas] vidas".

"Acolhei-O como um amigo, com confiança", exortou.

Durante a cerimónia, o papa Francisco administrou os sacramentos da iniciação cristã - o batismo, a primeira comunhão e o crisma -, a quatro recém-convertidos vindos da Itália, Albânia, Rússia e Estados Unidos, notícia a AFP.

A vigília pascal começou no átrio da Basílica de São Pedro, no Vaticano, com a benção do fogo e a preparação do círio da Páscoa, antes da procissão em silêncio e às escuras. Esta "liturgia da luz" culminou com o cântico "Exsultet".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG