Papa começa a apresentar reforma da Igreja e Manuel Clemente é investido cardeal

A cerimónia de tomada de posse dos 20 novos cardeais, entre os quais se inclui Manuel Clemente, decorre dia 14 de fevereiro na Basílica de São Pedro, Vaticano.

O papa começa hoje a apresentar os projetos de reforma do governo da Igreja Católica aos cardeais de todo o mundo, reunidos num consistório em que o patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, tomará posse como cardeal.

Entre segunda-feira e quarta-feira, o conselho de nove cardeais ("C9") reuniu-se com o papa Francisco para examinar esta reforma de todas as administrações do Vaticano, que só será conhecida no próximo ano.

"As resistências [à mudança] são agora evidentes, mas é um bom sinal quando as coisas são discutidas abertamente e sem segredos (...) seria anormal que não existissem pontos divergentes", declarou o papa em dezembro ao jornal argentino La Nacion.

Cerca de 300 portugueses vão assistir em Roma à posse do patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, como cardeal, um entre 20 novos cardeais, 15 deles eleitores.

A cerimónia de posse dos novos cardeais decorrerá na Basílica de São Pedro, Vaticano, na manhã de sábado, altura em que os cardeais farão a profissão de fé e o juramento de fidelidade e obediência ao papa, seguindo-se a entrega a cada cardeal dos três símbolos do cardinalato: o barrete, o anel e a bula de nomeação.

De regresso a Lisboa, a primeira celebração pública em Portugal de Manuel Clemente como cardeal está prevista para dia 18, na Sé de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG