Os recordes dos desportos 'alternativos'

Segurar um Mini apenas com a cabeça, fazer os 100 metros barreiras com barbatanas ou lançar leite pelos olhos... Estes são apenas alguns exemplos dos desportos alternativos que o Guinness quis imortalizar.

Os responsáveis pelo novo livro de recordes não hesitam em chamar aos recordistas atletas e até de campeões. Não irão aos Jogos Olímpicos, Mundiais ou Europeus, mas o Guinness World Records escolheu as proezas "desportivas" que bateram recordes e apesar de umas serem mais estranhas que outras, todas mereceram destaque na nova edição disponível para iPad, Nook, Kobo e Kindle.

"É tudo muito bom quando se é um atleta profissional, mas e os lançadores de ervilhas ou os lutadores de dedos? Quem é que dá o credito que merecem a estes heróis do desporto? Felizmente, o Guinness World Records", salientou Craig Glenday, editor chefe da edição, citado pelo site oficial da publicação.

São 370 recordes, alguns já perduram há bastante tempo. É o caso do britânico que em 1999 estabeleceu a marca para o carro (um Mini) mais pesado seguro pela cabeça. Mais recente, no ano passado, Darren Taylor saltou de uma altura de 11,20 para uma piscina com a profundidade de 30 centímetros. "Sim, dói! Mas a dor dura um minuto, enquanto a glória dura para sempre", disse o norte-americano.

Ainda há o japonês que percorreu 100 metros com os pés e as mãos no chão em 18.58 segundos (apenas mais nove segundos que o recorde mundial de Usain Bolt... que o fez "só" com as duas pernas). Numa nota mais insólita temos o homem que mais eletrodomésticos atirou num minuto, o que atirou leite pelos olhos, ou a mulher que correu os 100 metros barreiras utilizando barbatanas em vez de ténis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG