ONG denuncia aumento da repressão em 2009 no mundo

Número de democracias eleitorais é o mais baixo desde 1995 e 34% da população mundial vive sob regimes ditatoriais

A liberdade voltou a sofrer importantes recuos no mundo, pelo quarto ano consecutivo, estima a ONG de defesa dos direitos humanos Freedom House.

Mais de 40 países da África, América Latina, do Médio Oriente e da ex-União Soviética registaram recuos em matéria de direitos políticos e de liberdades civis, lê-se no relatório anual desta ONG americana.

“O declínio é mundial”, considera o director de investigação da Freedom House. Arch Puddington. “Os recuos verificam-se em países importantes no plano económico ou militar, em países que no passado registaram alguns progressos e nota-se ainda na repressão acrescida aos grupos de oposição”.

Para a Freedom House, são “livres” 89 Estados, que agrupam 46% da  população mundial, “parcialmente livres outros 58, com 20% da população. Finalmente, 47 Estados “estão privados de liberdade”, ou seja 34% da população mundial.

A ONG americana constata que o número de democracias eleitorais – 116 - é o mais baixo desde 1995.

O método da Freedom House baseia-se na análise da “faculdade das pessoas em exercerem os seus direitos civis e políticos em 194 países e 14 territórios".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG