Obama quer pôr 50 mil câmaras em polícias para travar violência

Presidente dos EUA pediu 263 milhões a Congresso num esforço para repor confiança dos americanos nas forças de segurança após morte a tiro de um jovem negro.

Em setembro, todos os agentes da polícia de Ferguson passaram a usar câmaras corporais que monitorizam as suas ações. A medida surgia três semanas após a morte a tiro naquela cidade do Missouri de um adolescente negro desarmado por um agente branco. Agora, após os violentos protestos que se seguiram à decisão da justiça de ilibar esse polícia, o presidente dos EUA quer alargar o uso das câmaras a 50 mil outros agentes. Esta é uma das medidas que Barack Obama anunciou agora para "repor a confiança" dos americanos nas suas forças de segurança. Tarefa para a qual pediu um prazo de três anos e 263 milhões de dólares ao Congresso.

Leia mais pormenores no epaper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG