Mugabe aconselha opositores a enforcarem-se

O presidente do Zimbabwe aconselhou hoje os opositores que estão a contestar na justiça a vitória de Robert Mugabe, nas eleições de 31 de julho, a "enforcarem-se", no primeiro discurso depois de ser reeleito.

"Os que estão chocados com a derrota, podem enforcar-se, se quiserem. Nunca desistiremos da nossa vitória", declarou o chefe de Estado zimbabueano, de 89 anos, no poder há mais de 33, e agora reconduzido no mandato, por cinco anos.

De acordo com a oposição e observadores locais, verificaram-se várias fraudes no escrutínio.

O adversário derrotado, o primeiro-ministro cessante Morgan Tsvangirai, do Movimento para a Mudança Democrática (MDC, oposição), apresentou na sexta-feira um recurso aos tribunais para tentar invalidar o escrutínio, por considerar que as listas eleitorais tinham sido manipuladas de forma a favorecer a vitória de Mugabe e do partido União Nacional Africana do Zimbabwe-Frente Patriótica (ZANU-PF, sigla em inglês).

Mugabe foi reeleito na primeira volta, com 61% dos votos, contra 34% de Tsvangirai.

"Apresentamos a democracia numa bandeja. É pegar ou largar, mas o povo esteve num ato democrático", acrescentou Mugabe, que falava durante a festa que homenageia os heróis da luta pela independência, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG