Morsi diz que continua a ser "presidente eleito do Egito"

Mohamed Morsi declarou hoje que continua a ser "Presidente eleito do Egito", numa mensagem de vídeo divulgada depois de os militares terem anunciado o seu afastamento do poder.

"Sou o Presidente eleito do Egito", afirma Morsi na mensagem gravada e com imagens de má qualidade.

Morsi pediu ao povo para "defender a (sua) legitimidade".

O chefe das Forças Armadas egípcias anunciou hoje que Mohamed Morsi, o primeiro Presidente civil democraticamente eleito, foi deposto.

Morsi esteve um ano no poder, período que foi marcado por várias crises e protestos por vezes violentos.

Nos últimos dias, o Presidente, um islamita que foi dirigente da Irmandade Muçulmana, foi de novo confrontado com protestos populares e com enormes manifestações.

Os milhares de manifestantes que contestam Morsi receberam com grande alegria o anúncio do seu afastamento.

Numa primeira reação, Morsi tinha já afirmado que este "golpe de Estado é rejeitado por todos os homens livres do país".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG