Ministro palestiniano morre após ter sido atingido por tropas israelitas

O incidente ocorreu durante um protesto na Cisjordânia, na quarta-feira, e foi testemunhado por um fotógrafo da Reuters

Um ministro palestiniano morreu depois de ter sido atingido e empurrado por soldados israelitas. O incidente ocorreu durante um protesto na Cisjordânia, na quarta-feira, e foi testemunhado por um fotógrafo da Reuters e por um médico, avança a Reuters.

Ziad Abu Ein, ministro sem pasta do governo palestiniano, foi levado do local, por uma ambulância, da aldeia de Turmusiya para Ramalah, mas acabou por morreu durante o caminho.

Ziad Abu Ein, responsável pela questão dos colonatos e com uma categoria equivalente à de ministro, "foi martirizado depois de ser agredido no peito", disse Ahmed Bitawi, diretor do hospital de Ramallah.

Fonte da segurança palestiniana disse à agência France Presse que militares israelitas bateram em Abu Ein com as coronhas das metralhadoras durante um protesto na aldeia de Turmus Ayya, perto de Ramallah.

Segundo fonte do exército israelita citada pela agência EFE, o incidente "está em investigação".

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, condenou o "ataque brutal que levou ao martírio" de Abu Ein, qualificando o incidente de "um ato bárbaro que não pode ser tolerado", noticiou a agência palestiniana WAFA.

"Tomaremos as medidas necessárias depois dos resultados da investigação ao incidente", disse Abbas

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG