Ministro de Goa vai criar centro para tornar jovens homossexuais "normais"

O centro vai estar equipado para "treinar" e medicar os jovens da comunidade LGBT, diz o ministro responsável pela decisão.

Um ministro do estado indiano de Goa anunciou que vai criar um centro similar ao dos Alcoólicos Anónimos para "tratar" jovens da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) com o objetivo de os tornar "normais".

Os jovens vão ser "treinados" e receber medicação durante o alegado tratamento no centro, disse na segunda-feira o ministro do Desporto e Juventude do estado ocidental de Goa, Ramesh Tawadkar, pertencente ao BJP, partido do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, informou a imprensa local citada pela agência Efe.

Tawadkar acrescentou que as autoridades vão levar a cabo "um inquérito detalhado para que os problemas da comunidade LGBT possam ser tratados", em declarações reproduzidas no canal NDTV.

O ativista e organizador do festival 'gay' Nigah Queer, Gautam Bhan, disse à Efe que o anúncio era "infeliz e sem nenhum rigor científico". Classificar a homossexualidade como uma doença vai contra a visão das instituições indianas, como a Sociedade de Psiquiatria da Índia, argumentou Bhan. "Esperamos mais de um Governo que fala tanto sobre uma Índia nova e moderna, a qual não pode ser alcançada sem o respeito básico de todos os cidadãos", criticou o ativista.

Em dezembro de 2013 a Índia declarou ilegais as relações entre homossexuais, quatro anos depois de as mesmas terem sido despenalizadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG