Visita do Papa é esperança para cristãos árabes?

A visita de três dias de Bento XVI ao Líbano é altamente simbólica, uma vez que ocorre numa altura em que na Síria se especula acerca do futuro dos cristãos, em caso de queda do regime laico de Bashar al-Assad.

À chegada a Beirute, Bento XVI saudou a convivência entre comunidades religiosas no Líbano, qualificando aquele país como "um exemplo" para o Médio Oriente, advertindo, no entanto, que o equilibrio é delicado e "ameaça por vezes quebrar-se quando é submetido a pressões muitas vezes partidárias e estranhas à harmonia libanesa".

Os cristãos árabes são uma minoria ameaçada que tem vindo a diminuir de número em todo o Médio Oriente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG